class main AboutMe { exec(); }

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 30/01/09 22:27

... conhecer gajas que estão habituadas que os homens andam atrás delas como se fossem mel. Porque é algo de matemático, acabo sempre por me chatear fortemente, ao que me respondem: fogo, és mesmo


Ao que respondo: Merci :P

Quero la saber de cachopas mal amanhadas, gajas com a mania que são giras e que se permitem tudo. Eu não ando atrás de ninguém que não o merece...
Get out ouuuuuuuuuuuuuuust!
Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 27/01/09 13:20

A semana passada estive a (re) ver o Pulp Fiction. Já andava há anos para comprar o DVD, quando finalmente encontrei o duplo DVD a um bom preço na FNAC. Qualquer pessoa que realmente gosta de cinema, terá pelo menos de ter visto o Pulp Fiction uma vez na vida, e claro ter uma copia original em casa. Mais do que um filme, é uma obra prima do grande mestre Tarantino. Cada personagem é como se fosse um caldo knorr de alta gastronomia. E não digo isso porque aparece a Maria de Medeiros, não... Se bem que, por falar nela, há uma frase no filme que tem vindo a ocupar um bom pedaço dos meus pensamentos. Logo ao início do capitulo "The Gold Watch" o Butch (Bruce Willis) regressa a casa onde encontra a namorada dele Fabienne (Maria Nacional Medeiros) deitada na cama. Fazem dois dedos de conversa (bla bla blu blu) e pimba surge a frase da gaja:
"No. Pot bellies make a man look either oafish, or like a gorilla. But on a woman, a pot belly is very sexy. The rest of you is normal. Normal face, normal legs, normal hips, normal ass, but with a big, perfectly round pot belly. If I had one, I'd wear a tee-shirt two sizes too small to accentuate it."

Pot Belly é uma pequena pança, pançinha, chixa, soninho... Pode parece contraditório, mas o  mais incrível é que tenho vindo a reparar que as pançinhas nas mulheres é de facto muito sexy. Dá um arzinho sensual assim vindo do nada e que não consigo explicar que as meninas que não tem esta pançinha pensam que são mais sexy, mas acabam por não sê-lo. Porque uma pançinha desta, acaba por ser mesmo muito sensual. Não queria trazer para a nossa conversa aquela coisa da "Sociedade" que as mulheres devem ser magras para serem sexy, mas trago! Gajas, é tudo mentira! Gajas!  Os gajos gostam de mulheres normais, tipo girl next-door sem ser demasiadas perfeitas, só mesmo uma coisa normal. E uma pequena pança caracteriza perfeitamente essa ideia.
Não é preciso também descambar e exagerar no conceito do pot Belly ao extremo, não... Uma pequena pançinha tipo como uma mulher grávida com 2 ou 3 meses  é o suficiente. Mais do que isso, e deixa de ser sexy.


Fotografia tirada do Flickr - vidrio

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 24/01/09 14:51

É de mim ou...
modern life
O que vale é que não me recordo dos meus sonhos  (ou muito raramente!)

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 20/01/09 01:32

Todos já conhecem a minha Scarlett Maria, já foi motivo de vários textos aqui neste meu lugar (ora bem, aqui temos, mais aqui, um pouco mais aqui, continua por aqui e finalmente o primeiro texto), bem aqui vai a notícia bombástica para todas as minhas fãs alérgicas aos gatos: Já não tenho a minha querida e doce Scarlett. E sinto imensa saudades dela...
Não tragam já a associação de defesa dos animais, deixem-me terminar primeiro! A Scarlett está boa de saúde! Só que já não está em casa. Acontece que depois da morte do meu pequeno Clark, os meus pais (e principalmente a minha mãe) ficaram sozinhos em casa. Por isso, aproveitei a passagem de ano para esquecer-me voluntariamente dela. Felizmente ambas as partes parecem darem-se bem muito bem. Por um lado a Scarlett tem uma casa nova com muita coisa para estragar, móveis para saltar, espaço para correr. E por outro tenho a minha mãe com uma companhia bem necesśaria.
Nisto tudo, quem ficou a chupar no dedo, fui eu e o meu irmão. Por isso, se souberem de uma ninhada de gatos sem destinos, sou voluntário para adoptar uma cria.
Entretanto vou recebendo fotografias da Scarlett por e-mail, a qual partilho com os meus doces e queridos leitores!



Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 19/01/09 20:48

Ainda não tinha dito a ninguém. Mas tenho uma mulher da minha vida... Sim, é de facto uma pérola de mulher. O único problema é que só vem às Segundas-feiras, e cobra-me 28 euros pelos seus serviços. Mas a verdade, é que fico com uma casa limpa! Eu que sou alérgico ao pó (não meninas, não é uma desculpa, sou mesmo alérgico. Faz-me placas vermelhas na pele e tudo...) não podia prestar-me maior serviço do que me limpar o pó à casa.
O problema, é o meu escritório! Demasiados computadores, nomeadamente o meu velhote Asus M6. Já nem funciona la muito bem coitado. Já teve os seus dias de glória. Mas estando em funcionamento, é com ele gosto de trabalhar. Até sei as a posição exacta de cada tecla. Sem dúvida, podem aparecer os novos XptoK45 64Mb que, o meu M6 será sempre o meu pc fofinho. Ora, pouco antes da passagem de ano, a senhora teve a infeliz ideia de fazer limpeza na minha área, e claro ao meu M6. Nem preciso acrescentar que desde deste dia, ele nunca mais trabalhou.
Por isso, mais uma vez armei-me em campeão do Hardware e desmontei o computador. Tirei a board fora, enviei-a para levar uns pontos de solda. E passado dois dias recebi a peça pronta para montar.
Aqui vão as fotos do antes e depois...






E no final, o meu ubuntu arranca como se nada fosse. Acho que quem se viu mais atrapalhado com a situação fui eu com os 400 e -mails e 5000 feeds para ler... ("Marcar pasta como lida")


Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 19/01/09 01:05

Hoje estava a repor as minhas leituras a dia, quando leio uma frase da minha amiga Eumesma (já falei dela... Sim sim...). E hoje, era  mesmo isso que me apetecia dizer:

"Nunca devemos ficar presos ao que foi planeado, sem flexibilidade para reconhecer o presente"

Dito isso, remeto-vos ao texto na sua integra em: http://deusesdaseiva.blogspot.com/2009/01/frase.html

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 19/01/09 00:09

Bela idade! 28 anos, já cheio de coisas práticas da vida, já se sabe muito, já temos algum calo. Acho mesmo que já começamos a pensar como adultos à sério. Já andei por aí a dizer que nunca me senti tão bem como me sinto agora. No entanto, rendo-me... Oh pá, acho que cheguei ao ponto em que já não vale à pena investigar mais: Gajas!
Sim, gajas! Acho mesmo que enquanto mais percebo de gajas menos percebo delas...

Pronto, ganharam...

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 18/01/09 20:57

Hoje tive um dia daqueles cheios de trabalho. Sem parar, mal almocei, mal jantei. Quando chego a casa, mais trabalhos, mais coisas para fazer. No entanto, reparei entre dois ATL+TAB a divulgação de dois websites: o Base e o Transparência na AP. O primeiro é o portal dos contratos públicos. Logo, supostamente tudo o que gasto pelo Estado deverá constar neste website. O segundo, é um portal criado pela ANSOL que acaba por ser exactamente igual ao primeiro, só que coloca a informação de forma mais fácil de encontrar os dados e acima de tudo, permite fazer procuras. Hoje acabei por saber quanto é que o Estado Português paga à Microsoft para renovar os contratos das licenças, já sei quanto custa uma viatura de 16 passageiros, e o preço de 3 computadores + bibelots multimédias. Entretanto no Twitter já se fala disso. O @cenourinha já encontrou outro buraco de 100.000 de euros... É de facto um sítio web bem útil para fica enjoado...

Foi criado no Twitter a tag #dinheiropublico. Procura por gastos estupidamente caros em http://transparencia-pt.org e coloca no Twitter a tag #dinheiropublico + URL.
Mais exemplos sobre a forma como se gasta o dinheiro público em Portugal http://search.twitter.com/search?q=dinheiropublico

Eu sei que há imensos jornalistas que passam os olhos por aqui (pois é senhores, andam a ver o meu site à partir do escritório e isto deixa registos nos logs). Não é por nada, mas só a brincar com 3, 4 exemplo já "estoirei" 20.000.000 de euros. Bela quantia de dinheiro público não acham? Vá, toca a falar meus meninos. É para isso que são pagos e eu faço isso de borla :-P

Leituras sobre o mesmo tema:

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 13/01/09 23:19

Os trolls e a Internet! Quem chegou primeiro? Tal como a galinha e o ovo, não vou arriscar em tentar determinar qual dos dois nasceu primeiro. Mas a verdade, é que em milhões de ano, o homem nunca conseguiu fazer o que a galinha faz com o cú. No entanto, fez a Internet e daí nasceram os trolls.

A semana passada, a Menina que escreve por trás do blog da Pipoca Mais Doce, teve um momento de inspiração, um pouco ao estilo do amigo dela (Herman José nos seus momentos áureos) e deste momento nasceu isto. Este texto sobre os vegetarianos é mais uma vez um simples post. Não me venham com discursos "concordo - não concordo", aquilo está a milhares de anos luz do "Mein Kampf" ou do "Romeu e Julieta". Com aquele texto não se concorda, ri-se ou fecha o site. A este tipo de textos coisas eu chamo Humor. Infelizmente há muita gente que ainda não tem esta visão, e vem trollar sobre tudo e nada. O exemplo da pipoca é o episódio mais fresco da minha memória, mas também não sou imune aos ranhãnhã dos trollzinhos. Será que toda esta gente leva assim tudo ao primeiro grau? Porquê que os meus amigos trollzinhos não ficam no portal do Sapo a ver as notícias sobre futebol ou no Facebook? Porquê que os raios dos trolls não conseguem chegar la e ainda por cima entendem tudo torto. Como se não chegasse, ainda vão comentar só para meter nojo. Todos tem direito à expressão, ter ideias, escrever e concordo plenamente até acho que é usar o cérebro é vital, e infelizmente pouca gente usa, mas fico lixado quando vejo idiotas com acesso a meios tecnológicos para espalhar o merda cerebral na qual eles vivem...

Sinceramente, preferia meia dúzia de ovos podres do cú da galinha do que um troll a comentar.

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 11/01/09 17:41



Porque os teus olhos dizem mais do que te autorizas a dizer, contemplo calmamente a tua coragem e os teus princípios.
Em silêncio procuro-te e espero-te. E num ápice, acabo de descobrir que a simplicidade do olhar é mais importante do que a complexidade das palavras.


Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 11/01/09 16:55

Porquê que os gringos da noite nunca tem a treta de um isqueiro? Estava eu a olhar para o spotlight e tentar decifrar o algoritmo que fazia o pisca-pisca das luzes. Num momento de profundo cálculo matemático, aparece-me um cheio-de-sono total com meias por cima das calças, sapatilhas Nike Shox SPARQ P8, era o estilo de gajo "já tou todo fodido, mas ainda nem vou a meio daquilo que vou beber".
Vira-se para mim, e diz: "oh 'migo, tens lumes?" Só apetecia-me espancar o gajo. Como é que tinha a puta da lata de vir interromper o meu momento matemático da noite para me chatear com a merda de um isquero. Como se tivesse cara de ser um distribuidor de isqueiros.
Dei-lhe lumes, virei-me para as minhas amigas, começei a dançar. E só hoje é que me lembrei que ainda não tinha acabado o meu trabalho de descodificação das luzes... Vou ter que ir novamente para a semana! É o que dá dar lume aos gringos.

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 11/01/09 15:39

Acabadinho de nascer, o forum OSX86TUGA tem no entanto um grande objectivo: tornar-se uma referência na ajuda na instalação do MacOSX em plataformas Intel (ou seja em Pc domésticos). Claro que um Mac é um Mac! E instalar este sistema operativo num Pc até nem é complicado, mas surgem frequentemente dúvidas relativamente a drivers, compatibilidades que os rapazes do OSX86TUGA propõem-se esclarecer. Mais um forum sobre o sistema operativo da Apple OSX? Talvez não, apesar da sua finalidade ser essencialmente o conhecimento e investigação, este forum é mais completo porque alargar-se ajudando inclusive os utilizadores mais novatos deste sistema operativo. Desejo os meus melhor votos à equipa do forum, e que o Steve Jobs vos acompanhe!
Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 10/01/09 15:44

Here I Go Gain

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 10/01/09 05:36

Depois da Quadripolaridades, do Arrumadinho, da Belota, da Brilhozinhos, da segredo côr de rosa e se calhar outros que ainda não li, venho prestar-me ao jogo do "Eu Já".
Não gosto muito dos meme's, no entanto achei piada a este porque permite evadir-se da personagem do blogue ou site, permitindo assim atingir um pouco mais sobre a pessoa como Ser. Aqui vai...

  • Eu já mordi o meu vizinho até sangrar (tinha 3 anos),
  • Eu já disse amo-te aos meus pais,
  • Eu já disse ao meu pai que tinha orgulho nele,
  • Eu já fiz 1000km em dois dias por amor,
  • Eu já fiz coisas que não me orgulho,
  • Eu já vivi numa casa onde chovia,
  • Eu já acabei com a pessoa que mais amei,
  • Eu já fiz 100 kms por dia por amor (durante vários meses),
  • Eu já tive um acidente de mota (o único até hoje),
  • Eu já andei a 140km/h num secador,
  • Eu já vivi no andar de baixo de uma conhecida cantora,
  • Eu já mandei à merda uma professora,
  • Eu já tive de enviar um gajo ao hospital para me defender,
  • Eu já fui pescar com o meu ex-candidato a sogro por puro prazer,
  • Eu já andei à briga para defender o meu irmão,
  • Eu já fui pugilista durante 2 anos,
  • Eu já andei no Karaté,
  • Eu já fiz tiro ao arco,
  • Eu já fui assaltado,
  • Eu já sonhei em ter filhos com apenas uma pessoa,
  • Eu já entrei em computadores que não devia ter entrado,
  • Eu já andei de descapotável à noite com -2 graus,
  • Eu já conduzi uma scooter com 3 penduras,
  • Eu já andei de scooter de chinelos a nevar (tinha sido operado ao pé),
  • Eu já rachei a cabeça 3 vezes,
  • Eu já chorei por amor,
  • Eu já me cortei com o gargalo de uma garrafa de vinho,
  • Eu já desenvolvi uma plataforma web em PHP (tipo PostNuke) sozinho,
  • Eu já tentei ser amigo do ex-namorado da pessoa que amei,
  • Eu já insultei aquele cabrão,
  • Eu já fiz amor na praia,
  • Eu já atendi + de 200 ciganos numa noite,
  • Eu já tive uma pistola apontada à cabeça,
  • Eu já disse tudo o que sentia à uma pessoa,
  • Eu já fiz madeixas,
  • Eu já fui professor,
  • Eu já desci o rio Mondego numa canoa,
  • Eu já abracei o meu melhor amigo,
  • Eu já ouvi a mesma música em loop durante 3 dias,
  • Eu já me apaixonei em alguém e por alguém,
  • Eu já amei verdadeiramente,
  • Eu já apareci na TV 2 vezes,
  • Eu já me calei para não ofender,
  • Eu já ofendi para não me calar,
  • Eu já vivi em 9 sítios diferentes,
  • Eu já estive em 8 instituições de ensino,
  • Eu já estive para morrer em várias ocasiões,
  • Eu já vivi nos arredores de Paris,
  • Eu já fiz muitos BigMacs, 
  • Eu já fui para a cama com uma gaja que conheci no próprio dia,
  • Eu já fui para a escola de patins em linha,
  • Eu já pedi um autografo ao Eusébio sem saber quem ele era e sem gostar de futebol,
  • Eu já trabalhei num restaurante,
  • Eu já fui contratado para fazer um site para prostitutas (recusei),
  • Eu já visitei quase todos os museus de Paris,
  • Eu já estive no penúltimo andar das Twin Towers,
  • Eu já visitei cuba em pleno regime comunista (antes do Raul Castro),
  • Eu já fiz directas de 48 horas,
  • Eu já namorei com uma rapariga à tarde e com outra de noite,
  • Eu já fui irreverente com muita gente,
  • Eu já cortei relações com muita gente,
  • Eu já apanhei uma borracheira com a minha mãe,
  • Eu já fui cabrão,
  • Eu já estive em after às 10 da manhã, e não toquei na branca! (odeio as drogas!),
  • Eu já estive em: Espanha, França, Inglaterra, Irlanda, Suíça, Suécia, Bélgica e Holanda,
  • Eu já fiz  muito mais coisas que não posso dizer, ou não me quero lembrar...

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 09/01/09 19:15

How to Become a Famous Blogger

Tirado do DRB.

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 09/01/09 14:51

A quem diga que neve. A quem veja o sol a brilhar com 5 graus positivos. A verdade, é que de norte a sul as temperaturas arrefecem os ânimos. Já andam a colocar fotografias da vaga de frio em todo lado. E qual é o melhor sítio para colocar fotografias? Google Maps com certeza! Vejam a vaga de frio em directo, e já agora até podem contribuir com mais fotos de zonas verdes ou urbanas que ficaram completamente brancas.

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 09/01/09 13:30

Com a virtualização dos sistemas à força toda, gostava que me dessem um nome de um administrador de sistemas que não usou pelo menos uma aplicação de virtualização! Apesar de não ser apologista de servidores virtuais e blades (ok, mesmo com a redundância, mesmo com tudo para dividir as coisas, continuo a achar que é apenas um equipamento para vários servidores...) uso bastante o Virtualbox para testar e analisar antes de colocar em ambientes de produção.
O problema com a virtualização (tirando a sua própria existência) é a ligação à rede. Existem vários esquemas que permitem dar conectividade ao guest (computador virtual que corre dentro do computador físico) tal como NAT e Bridge. O primeiro faz uma translação de IP entre o guest e o host. Uma coisa simples, tal como acontece numa verdadeira rede interna. A segunda virtualiza uma placa de rede tal como se fosse física através de uma bridge no computador Host. Criam-se assim túneis tipo VPN entre a bridge e as placas de rede virtuais.
Existem vários tutoriais na net que explicam como montar uma rede virtual com bridge em virtualbox, mas nada melhor que o próprio manual.
Aqui, a ideia é como ligar a rede virtual (Host + guest) a um computador que tem um IP diferente do resto da rede. Tendo em conta o seguinte gráfico, vamos assumir que os routers não estão a fazer packet filtering ao IP, logo fazem a comutação de qualquer IP da rede interna para qualquer porto.

Diagrama da rede

Para complicar, todas as VM estão dentro da rede 10.10.10.0/24. O host também está nesta gama de IP's, mas tem uma bridge com 3 túneis para cada uma das VM (tap0,tap1,tap2). Todas as VM obtem o seu IP via DHCP, logo os DNS e Gateway são fornecidos pela rede (neste caso Active Directory).

Pode parece estranho, mas a forma mais simples é simplesmente adicionar um IP virtual à bridge e colocar à mão as rotas nas VM....

E como fazer isso?

root@hostfisico:~# ifconfig br0:0 192.168.1.100 broadcast 192.168.1.255 netmask 255.255.255.0


root@hostfisico:~# ifconfig
br0 Link encap:Ethernet HWaddr 00:1c:c0:3a:10:f6
inet addr:10.10.10.203 Bcast:10.10.10.255 Mask:255.255.255.0
inet6 addr: fe80::21c:c0ff:fe3a:10f6/64 Scope:Link
UP BROADCAST RUNNING MULTICAST MTU:1500 Metric:1
RX packets:3893329 errors:0 dropped:0 overruns:0 frame:0
TX packets:1680788 errors:0 dropped:0 overruns:0 carrier:0
collisions:0 txqueuelen:0
RX bytes:3638037469 (3.6 GB) TX bytes:252192179 (252.1 MB)

br0:0 Link encap:Ethernet HWaddr 00:1c:c0:3a:10:f6
inet addr:192.168.1.100 Bcast:192.168.1.255 Mask:255.255.255.0
UP BROADCAST RUNNING MULTICAST MTU:1500 Metric:1
[...]

Verificar a conectividade do host com o pc isolado da rede:

root@hostfisico:~# ping -c 1 192.168.1.1
PING 192.168.1.1 (192.168.1.1) 56(84) bytes of data.
64 bytes from 192.168.1.1: icmp_seq=1 ttl=255 time=1.99 ms

--- 192.168.1.1 ping statistics ---
1 packets transmitted, 1 received, 0% packet loss, time 0ms
rtt min/avg/max/mdev = 1.994/1.994/1.994/0.000 ms


Vamos agora adicionar a respectiva rota numa das Virtual Machine. (O ip 10.10.10.203 corresponde ao IP da bridge no host)

root@hostvirtual:~# route add -net 192.168.1.0 netmask 255.255.255.0 gw 10.10.10.203

Mas ao tentar pingar o 192.168.1.1 a VM continua sem conseguir encontrar o caminho. Para resolver este último problema, vamos activar o masquerading no host apenas para o IP da VM que queremos dar acesso.

root@hostfisico:~# echo 1 > /proc/sys/net/ipv4/ip_forward

Em Ubuntu 8.10, deverá editar o /etc/sysctl.conf, encontrar a linha onde diz net.ipv4.ip_forward=1 e tirar o comentário (#).
Em outras distribuições, este ficheiro não existe, por isso talvez possam tentar a vossa sorte no ficheiro /etc/network/options e adicionar o seguinte texto: ip_forward=yes.

Para terminar, vamos configurar o Iptables de forma a que possa fazer NAT do IP da VM para a rede 10.10.10.0/24.

root@hostfisico:~# iptables -t nat -A POSTROUTING -s 10.10.10.204 -o br0 -j MASQUERADE

E finalmente testar a conectividade da virtual machine com o equipamento de rede isolado.

root@hostvirtual:~# ping -c 1 192.168.1.1
PING 192.168.1.1 (192.168.1.1) 56(84) bytes of data.
64 bytes from 192.168.1.1: icmp_seq=1 ttl=255 time=4.13 ms

--- 192.168.1.1 ping statistics ---
1 packets transmitted, 1 received, 0% packet loss, time 0ms
rtt min/avg/max/mdev = 4.138/4.138/4.138/0.000 ms


Et voilà! Tás a ver leitor curioso que andas aflito com trabalhos para a faculdade. Tens um trabalho de feito para a disciplina de redes :P (Adiciona uma conclusão e uma introdução com estilo, que vais ver como tiras 20).
Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 07/01/09 21:19

Já repararam como o fim do mês de Dezembro é sempre um mês propício para coisas catastróficas?
Obviamente que esta pequena lista poderia adaptar-se a todas épocas do ano. Mas na realidade, os eventos que mais me marcaram foi sem dúvida o terramoto em Bam, o tsunami no sul da Ásia , o Pipeline e claro o tema de actualidade: A Faixa de Gaza!
Gaza, ah Gaza... Impossível escrever algo que conseguisse resumir a catastrófica situação nesta zona do globo fez agora 60 anos. Por isso, vou tentar resumir... Toda a zona de Israel tem sido ao longo dos tempos uma zona de conflitos, invasões/expulsões. Esteve sob o domínio assírio, babilónico, persa, grego, romano, bizantino e sassânido. Sendo tradicionalmente a terra do povo Judeu, toda zona da Palestina/Israel foi ao  longo do séculos expulsa. A população judaica ficou cada vez menos presente até ao século 7 d.C. onde todo o território acabou por ser dominado pelos Árabes.

Depois da segunda guerra, as Nações Unidas decidiram criar um estado de Israel para os Judeus que quisessem viver la. Devido a origem do povo Judeu, e de toda a sua história, foi criado o estado de Israel no coração do mundo Árabe, tirando grandes porções de terra aos Palestinianos. Este estado foi criado dia 14 de Maio de 1948.

Esta guerra, no fundo não começou dia 26 de Dezembro 2008, mas sim dia 15 de Maio 1948 (um dia depois da formação do estado) quando a liga Árabe atacou o recém nascido  como forma de protesto às Nações Unidas, insurgindo-se assim da decisão tomada.
Apesar das suas 24 horas de vida, esta guerra foi bem sucedida para os Israelitas, que acabaram por recuperar mais porções de terreno das originalmente cedidas pelas Nações Unidas.

Dia 24 de Dezembro 2008, militantes palestinianos acabam por quebrar o cessar-fogo com a duração de 6 meses assinado em meados de Juno. O que despoleta toda a fúria Israelita dia 26, com cerca de 250 mortos nos primeiros dias. Hoje é dia 7 de Janeiro, e a situação está longe de ficar resolvida.

A piada (ou a falta dela...) de tudo isto, é que facto, ambos os lados são totalmente responsáveis pelo que está a acontecer. Recordo, que em Novembro 2008, militares Israelitas mataram 6 homens armados do Hamas num Raid. Logo, o cessar-fogo já tinha sido quebrado pelos próprios Israelitas passado 4 meses. Os Palestinianos, pelos menos, tiveram a decência de mostrar o seu ódio poucos dias depois do cessar-fogo.

Esta guerra, que dura há 60 anos, é o palco dos maiores conflitos dos tempos modernos, governada pelo ódio das pessoas, pelo dinheiro e todo o armamento militar. A palavra “desproporcionada” tem sido várias vezes usada pelos políticos para qualificar esta reacção Israelita. Confesso que partilho esta opinião, não considerando justo, nem justificável centenas de mortes em nome do ódio. Apesar dos Palestinianos serem considerados como Terroristas pelos Israelitas, não consigo entender como uma guerra pode justificar o seu próprio motivo.

Leituras aconselháveis:

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 07/01/09 19:03

E assim começou 2009!

[...]
The journey's long
And it feels so bad
I'm thinking back to the last day we had.
Old moon fades into the new
Soon I know I'll be back with you
I'm nearly with you
I'm nearly with you

When I'm weak I draw strength from you
And when you're lost I know how to change your mood
And when I'm down you breathe life over me
Even though we're miles apart we are each other's destiny
[...]


Feliz Ano Novo! Bom 2009 para todos os meus amigos e leitores



Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 05/01/09 22:26

  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: A Magoa

A Magoa

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons