class main AboutMe { exec(); }
E pronto, finalmente depois de tanta espera aqui está ele. Windows 7 (leia-se “seven” para os puristas, “sete” para o resto).
Passaram-se alguns dias desde do lançamento do Windows 7 em Portugal (22 de Outubro), e apesar das versões menos legais, decidi, tal como fiz com o Windows 98 comprar a versão oficial (sim sim!) para o meu ambiente caseiro. Não, não me esqueci do Linux (bem pelo contrário), mas como não sou nenhum purista gosto de ter os dois. E depois do fiasco do Windows Vista e 9 anos a levar com o XP, achei por bem evoluir e subir de um tom para este novo sistema operativo da M$ passando directamente do Windows XP para o Windows 7.
E novidades? Muitas! Mas se pudesse resumir o Windows 7; uma palavra diria: RÁPIDO!
Sim, é rápido, mesmo muito rápido. Primeiro, decidi instalar a versão 64 bits, depois aproveitei para fazer um overclock ao meu processador (de 3.4 para 3.7 Mhz). E não estou nada arrependido. Este novo Windows simplesmente comporta-se lindamente. Isto também corre com 4Gb de RAM, mas mesmo assim, comparativamente com o Windows XP atrevo-me a dizer que o 7 é bem mais rápido. Durante estes últimos dois anos, tive (a infelicidade) de ter de trabalhar com vários Windows Vista. E tem dado muito que fazer, nem que seja pelos seus estados de alma, comportamentos estranhos, consumos anormais de memória , disco e processador. Não, este seven é simplesmente BEM feito. Nota -se bem que trata-se de um Vista que deixaram nas pipas da M$. É um sistema operativo mais maduro, mais bem concebido. Diria eu mais inteligente.
Tirando o facto de ser mais rápido, também notei logo a possibilidade de remover componentes do Windows (ex: Internet Explorer 8, indexação de ficheiros etc..). Não é um sistema operativo da treta. Penso que com este, todo o público ainda agarrado ao XP vão rapidamente migrar para esta nova solução. O qual, apesar do seu novo menu (sim, sim... leram bem) que custa um pouco “entender” ao inicio, torna-se verdadeiramente indispensável pela forma como foi pensado. Aumenta realmente a produtividade pela rapidez com a qual encontramos as aplicações e colocamos os favoritos em todos os sítios.  Está bem feito sim... Recomenda-se  o Windows 7 para um dual boot com Ubuntu ou Fedora.
Parabéns Steve e claro a toda a equipa de desenvolvimento da Microsoft finalmente produziram um sistema operativo decente desde do Windows XP.


O Aero a funcionar na perfeição no Windows 7


O "tal" novo menu do 7. Apesar de não o achar intuitivo, confesso que agora sou um fã!


Os meus dois LG de 19´ com a ATI X550 foram logo detectados e configurados.

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 06/11/09 00:32
Escrever um comentário ao texto: "Windows7.pt"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: Implacabilidade

Implacabilidade

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons