class main AboutMe { exec(); }

Introdução:

Antes de mais, é necessário já ter o kit "MySQL" em funcionamento. Ou seja o mysql-server e o cliente já deverão estar a instalados e configurados. Para menos hábeis com o MySQL em linha de comandos, aproveitam e instalam o PhpMyAdmin. Este howto não irá abordar estes temas, já que estão mais do que batidos na Internet. Todas as configurações e ficheiros anexados vieram de um sistema já em produção a correr Debian Lenny.

Iremos então começar com a instalação do proftpd. Porquê proftpd? Além de ser bastante seguro (neste caso apenas usado em rede interna), o controlo sobre os utilizadores criados em MySQL é enorme. Além de uma configuração simples e acessível, a sua escalabilidade e estabilidade fazem deste servidor FTP uma excelente escolha.

Instalação:

A instalação em si é bastante simples e não requer grande ciência:

root@pegasus:/var/log# apt-get install proftpd-mysql

No entanto, como já foram encontrados alguns problemas na instalação do proftpd via apt-get, a solução da compilação também pode ser ponderada:

root@pegasus:~/proftpd-1.3.2# wget ftp://ftp12.fr.proftpd.org/pub/proftpd/distrib/source/proftpd-1.3.2.tar.gz
root@pegasus:~/proftpd-1.3.2# tar -zxf proftpd-1.3.2.tar.gz
root@pegasus:~/proftpd-1.3.2# cd proftpd-1.3.2
root@pegasus:~/proftpd-1.3.2# ./configure --sysconfdir=/etc --localstatedir=/var --disable-ipv6 --with-modules=mod_sql:mod_sql_mysql --with-includes=/usr/include/mysql --with-libraries=/usr/lib/mysql

Configuração do MySQL:

Para que o MySQL possa interagir com o proftpd sem por em risco a segurança do sistema, o melhor é criar um utilizador apenas para esta finalidade (proftpd_user), apenas irá ter permissões de leitura e escrita na base de dados em questão. A administração do mesmo, será feito por outro utilizador com privilégios de administração pelo PHPMyAdmin.

Login na consola MySQL:
root@pegasus:~$ mysql -h localhost -u root -p
Enter password:

Criação do utilizador de base de dados:
mysql> CREATE USER 'proftpd_user'@'localhost' IDENTIFIED BY 'passw0rd';

Criar a base de dados "proftpdbd" e os respectivos direitos de leitura:
mysql> CREATE DATABASE `proftpdbd` ;
mysql> GRANT SELECT , INSERT , UPDATE ON `proftpdbd` . * TO 'proftpd_user'@'localhost';
mysql> FLUSH PRIVILEGES ;

Para não estender em demasiado este howto, anexei os ficheiros de configuração do proftpd (/etc/proftpd/proftpd.conf ou /etc/proftpd.conf) e do script SQL para a criação das tabelas necessárias.

Executar:

Uma vez configurado, podem testar se a configuração está correcta executando o comando proftpd -td5:
root@pegasus:/# proftpd -td5
Checking syntax of configuration file
 - using TCP receive buffer size of 87380 bytes
 - using TCP send buffer size of 16384 bytes
 - setting default address to 127.0.0.1
....

Para arrancar o serviço basta executar o serviço em modo background, basta inserir o comando proftpd:
root@pegasus:/# proftpd
 - setting default address to 127.0.0.1

Se estiverem a fazer debug ao serviço, ainda podem usar o argumento -n para não colocar a aplicação em modo background e verem em tempo real as ligações e as mensagens do serviço:
root@pegasus:/# proftpd -n
 - setting default address to 127.0.0.1
pegasus (192.168.171.2[192.168.171.2]) - FTP session opened.
pegasus (192.168.171.2[192.168.171.2]) - Preparing to chroot to directory '/PROFTPD_ROOT/home'
pegasus (192.168.171.2[192.168.171.2]) - USER utilizador: Login successful.

Et voilà :)

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 28/06/09 17:46
Escrever um comentário ao texto: "howto.proftpd.mysql.pt"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: Tens tudo para ser feliz

Tens tudo para ser feliz

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons