class main AboutMe { exec(); }
Finalmente falo do meu projecto de há vários meses. Terão certamente sentido uma baixa de produção de matérias escritas. E com motivo! Desde do mês de Novembro que tenho estado a preparar um novo bebé. Tem por nome Dna Root Tester, e como morada www.dnaroottester.com. Nasceu há cerca de dois meses, foi anunciado publicamente na última reunião da APG (Associação Portuguesa de Genealogia) há cerca de 3 semanas.

Trata-se de uma ideia totalmente inovadora em Portugal e pela qual não só tive de adaptar-me aos termos técnicos como também virou do avesso a minha forma de encarar o tempo. De facto, quando pensamos nos nossos pais, avós, bisavós, rapidamente chegamos a um limite teórico que ronda os 150 anos. Desde que entrei neste projecto, o limite do tempo ficou alterado. Quando falamos em 1.000 anos, estamos a falar de coisas muito recentes! E não estou apenas a falar em história, mas sim em antepassados! Alias, foi das coisas que mais me fascinou neste mundo da genética, foi o simples facto de conseguir completar a genealogia noutro nível, muito superior. Deixamos os nomes, deixamos histórias, cidades e idades para falar em conjunto humano no qual o nosso passado genético junta-se e cruza-se ao longo dos séculos e dos milénios.

O Dna Root Tester, é no fundo uma coisa muito simples. Com uma pequena amostra de ADN ou DNA (apesar de DNA ser um termo inglês, é o termo cientificamente correcto para referir-se ao ADN), a equipa técnica que está por trás do website consegue através da análise da amostra definir um haplogrupo. E o que é um haplogrupo? Assim, pelas minhas palavras trata-se de grupos genéticos espalhados pelo mundo, e com o qual é possível através de fosseis encontrados em todo o mundo conseguir definir uma origem e uma rota migratória ao longo dos anos. Existem haplogrupos característicos para cada canto do mundo, como por exemplo R1b1b2, R2, T2, Ub5, E1b1b1b. Complexo? Hum, nem por isso. Para entender o conceito, imaginem uma árvore com ramificações. Os troncos mais grossos são as letras principais (ex: R), que vai dividindo-se em ramificações mais pequenas (ex: R1/R2, R1b1b2/R1b1b2g etc…). O mais interessante, é quando começamos a recuar cada vez mais no tempo nas ramificações mais antigas e acabamos rapidamente por chegar a conclusão que todas estas letras fazem parte do mesmo tronco. Com esta última dedução, rapidamente começamos a pensar no conceito de raça. Geneticamente só existe uma raça, porque não partilhamos apenas a mesma cor de sangue, mas sim e nisso a ciência é formal, todos partilhamos as mesmas origens. O nosso passado genético corre nas nossas veias, o qual foi e será transmitido ao longo das várias gerações. Inteirar-se destes conceitos remete um pouco o conceito da vida no seu lugar. Muito mais do que um simples projecto Web e gráfico, o Dna Root Tester permitiu-me olhar para a Vida como um conjunto global, uma evolução temporal humana na qual acabamos por ser uma pequena e minúscula parcela deste processo.

Para terminar este texto que já se torna comprido, gostaria de agradecer publicamente à responsável do projecto a Prof. Maria do Carmo Fonseca da Faculdade de Medicina de Lisboa e do Instituto de Medicina Molecular que apesar de ser provavelmente um dos nomes mais conhecidos do panorama científico nacional sempre teve a humildade para ouvir-me disparatar com ideias novas. Também não posso esquecer a Prof. Alexandra Rosa da Universidade da Madeira sem a qual este projecto nunca teria sido o que é. Gostaria também de agradecer à parceria com a Ray Gun que rapidamente conseguiram safar-me de um pneu furado apresentado um design muito além das minhas expectativas. Não posso deixar de referir a equipa técnica da GenoMed, a equipa da Alojamentona.net pelo fantástico trabalho de preparação e claro às pessoas que me aconselharam, ajudaram e apoiaram-me neste longo projecto (em especial à S.(k) e ao pessoal do planetgeek.org).

Está agora na hora para mim de afastar-me desde bebé, espero que tudo corra pelo melhor e que ele tenha uma vida recheada de muito trabalho, descobertas cientificas e que permita a outros, tal como me permitiu a mim, ver um pouco mais além de uma simples referência genética.

Página inicial do dnaroottester.com


Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 08/04/09 02:56
Escrever um comentário ao texto: "dnaroottester.com"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: Motricidade Empresarial

Motricidade Empresarial

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons