class main AboutMe { exec(); }
A Máquina! O Large Hadron Collider com 27Kms de extensão com um diâmetro de 8,6Kms, enterrado 100 metros por debaixo da terra, com 4 detectores de partículas (Atlas, Alice, CMS e LHCb) com mais ou menos o tamanho de prédios de 5 andares, 12,500 toneladas cada um, 1746 electroimãs. Uma maravilha moderna, considerado por alguns como sendo a maior construção alguma realizada pela mão humana. O Large Hadron Collider ou LHC vai ser posto em funcionamento hoje, dia 10 de Setembro 2008.



O conceito é enviar protões em sentidos opostos ao longo dos 27 quilómetros e propulsa-los até 99,9% da velocidade da luz  em tubos refrigerados a -271,3 graus Celsius (próximo do zero absoluto - conceito no qual um corpo não conteria energia) e fazer que ambos colidem. Este choque de partículas vai provocar uma grande quantidade de energia ao transformar matéria em antimateria. Energia essa, próxima ou comparável a energia provocada pelo Big Bang.
E é esta explosão que provoca um debate muito polémico no mundo dos físicos. Porque, por um lado temos a teoria que está tudo controlado, as experiências foram muito bem estudadas e que não há risco nenhum. Por outro lado já existe teorias de fim do mundo criadas por Walter Wagner e Luis Sancho, no qual temem a criação de micro buracos negros que possam destruir o nosso planeta num piscar de olho entre outros problemas ligados ao peso da matéria. Problemas que entendo quando os leio, mas que não consigo explicar (lamento desiludir, mas física quântica é longe de ser a minha especialidade).

Este equipamento vai permitir realizar experiências com os seguintes objectivos:
  • Verificar a teoria de Bóson de Higgs (verificação da existência da partícula do dito cujo),
  • Qual é a origem da massa das partículas,
  • Entender as diferenças de massas das partículas elementares,
  • Procurar dimensões escondidas,
  • Verificar se é possível criar buracos negros microscópicos (pois ainda não tem esta certeza).
Os medos das teorias do contra nascem evidentemente do desconhecido. Tais teorias existem há algum tempo com outros tipo de colidores de tamanho inferior como por exemplo o LEP (Large Electron Positron). Para muitos a diferença está essencialmente na diferença de escala, não só do LHC com o LEP mas também entre o protão e o electrão, o qual não permitia escalas de potências comparáveis ao dos protões.



Regressando ao assunto do LHC, e dos perigos inerentes às experiências, físicos como Stephen Hawking prevêem nas suas teorias que buracos negros deste tamanho (milhões de vezes menor que um grão de areia) não terão capacidade para criar matéria suficiente para tornarem-se perigosos. A dita teoria da radiação de Hawking  de 1974 contempla que neste caso do LHC,  os buracos negros criados iriam evaporarem-se ao emitir radiação. Logo não iriam sobreviver mais 10-27 segundos. Mesmo no caso de "sobreviver" serão tão pequeno e inofensivos, que ao deslocarem-se pelo espaço não iram conseguir apanhar matéria suficiente até ao espaço, e só iriam encontrar um protão para somar à sua massa em cada 30 minutos à 200 horas. Relativizando, para "pesar" 1 miligrama, estes buracos negros iriam precisar de mais tempo do que a idade actual do universo...

Por isso, hoje prevê-se bom tempo no continente, com temperaturas na ordem dos 27 graus na zona de Lisboa, aguaceiros no Porto com temperaturas próximas dos 23 graus, para o resto do território, um tempo muito clemente e semelhante ao de hoje. Claro, perto de Genebra, 100 metros por baixo da terra, vão ligar às máquinas do LHC até aos -271,6 graus e realizar os primeiros testes de colisão de protões... Mais notícias para breve!


Nota: este texto está longe de ser bug free. Podem existir alguns erros dos quais espero, que devido a minha inexperiência sejam erros admissíveis . Estas linhas não pretendem ser um esboço de um paper ou algo para ser encarado de forma ciêntifica, apenas tentem resumir umas horinhas de leitura sobre o LHC e um pouco de física quântica.

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 10/09/08 01:20
Escrever um comentário ao texto: "Large.Hadron.Collider.ch"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: Paranoia em Panóias.

Paranoia em Panóias.

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons