class main AboutMe { exec(); }
É por sms, e-mail, já há blogues a falarem disso (exemplos aqui, aqui, aqui, a própria ACP desmentiu), até ontem o super TVI jornal da noite Type-R falou disso... Boicotar a GALP, BP e Repsol nos próximos 15 dias, fará com que eles percam milhões de eurozinhos....
Mas espera aí... Ok, eu não preciso de meter gota, ando de transportes, mas para quem precisará, onde é que vão por? Hum... Bombas de gasolina do Leclerc, Jumbo e cia? Será uma resposta inviável, no entanto se pensar que já em tempo normal meia hora de fila é um tempo aceitável para abastecer, o que será se toda a gente deixasse de ir à Galp, BP ou Repsol! Sejamos realistas, esta solução pode ser curiosa de ponto de vista do antropólogo, no entanto é meramente discutível tendo em conta a impossibilidade de uma adesão em larga escala.

Vejo em todo lado, há e tal o preço do barril triplicou e o preço na bomba duplicou. Então pergunto eu, fogo! E como era há 5 anos atrás? Se o preço de compra das gasolineiras é hoje 3 vezes mais caro do que há 5 anos atrás, no entanto só precisaram de duplicar o preço de venda, que tipo de margem é que eles tinham? E hoje? Que margem continuam a ter? Ter um depósito cheio, é hoje em dia um produto de luxo, é um investimento a curto prazo. Já nem encho o depósito só de pensar: “fogo, tenho 60 euros dentro de um depósito” (tenho um depósito de 45 litros). Com 60 euros já se compra muita comida para casa, 60 euros já é muito dinheiro, em moeda antiga são 12 contos! (Já falo como os velhos... Merda...)

Tenho lido vários artigos na net sobre o preço do barril, inclusive no globalresearch onde existe um artigo do William Engdahl onde é demonstrado/explicado como 60% do preço e pura especulação. A tribuna da Madeira publicou um artigo generalista com mesma ideia, do qual gostei particularmente.
Eu não sou especialista em bolsas, acções, economia, gestão ou finanças. Apenas ponho em questão a globalização das empresas petrolíferas e a sua “gestão não combinada dos preços”, que segundo eles, são uns santinhos porque apenas lucram uns meros cêntimos por litro e como a margem é tão pequena, acontece uma coisa gira: aumentam todos aos mesmo tempo, no mesmo dia e ... a mesma hora.
Paralelamente aos miseráveis cêntimos ganhos, o Açoriano Online revela o aumento da facturação da repsol em 14,6% (contas apresentadas em euros, porque se fosse em dollars a história já era muito mais), no entanto se cruzarmos estes dados com estes vemos que apesar do volume de litros vendidos ser menor (baixa da procura) a facturação e o lucro aumentaram. Se pensam que isto só acontece em Portugal porque somos Tugas, enganam-se, nos Estados Unidos é bem pior. Nós até não nos estamos a safar mal. Até agora...
Recordo, que ainda há bem pouco tempo, era o Estado que estabelecia o preço da gasolina. Nesta era pre-liberalização do preço, tudo era maravilhoso, quando o preço subia, o culpado era o Guterres ou outro ministro qualquer. Era a época dourada, mal o preço subisse, hop, íamos todos fazer uma greve. Era fácil apontar, era sempre o mesmo gajo...
Hoje em dia, na era do pós-liberalização da gasolina, onde supostamente o consumidor deveria ter ganho algo com isso, acaba por perder ainda mais, os preços são todos combinados, preços de combustíveis mais altos da Europa para um ordenado médio mais baixo. Uma sustentação à flor de pele, constantemente na corda bamba. Se fosse antes era fácil, metia-se fogo ao largo do rato e tudo ficava resolvido. Hoje em dia nem sabemos quais são os rostos destas manobras. Felizmente temos PCP, CDS e BE  amigos dos “populares” que acabaram de acordar e vêm com uma mãozinha amiga e exigir coisas. O PCP exige intervenção do governo no preço dos combustíveis, do seu lado o CDS pensa que a safa está na baixa do ISP, e finalmente os nossos amigos do BE querem a pele do ministro, achando que ele deve dar explicações na assembleia sobre o aumento dos preços. Nesta confusão o Jardim anda a babafocar com Ferreira Leite e Santana, resultado: ninguém diz nada pós lados do PSD.

Uma bela guerrilha politico-económica-bolsista avizinha-se. O que mais me espanta, é que ninguém sabe ao certo o que está a acontecer. Todos querem a esfolar o vizinho para mostrar que são solidários com o povo... Não tenho por hábito dizer mal do nosso país, mas hoje apetece-me....

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 20/05/08 23:35
Escrever um comentário ao texto: "Boicote.Gasolineiro.pt"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: New path, new way...

New path, new way...

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons