class main AboutMe { exec(); }
Como já falei de forma muito leviana, acontece que entrei há bem pouco tempo num projecto mesmo fantástico. Para ser sincero, bem acima das minhas expectativas. Por vontade própria, deixei o bolinhas em casa (o meu carro...) por motivos lógicos: transito e estacionamento. Apesar de, quando chega ao fim do dia, bem o queria ter à mão. No entanto, esta ideia é rapidamente ultrapassada quando me recordo da confusão matinal. Imaginem 10 carros a tentarem estacionar num sítio preparado para apenas 4. Multipliquem isso por 40 ou 50 para terem o conceito mais próximo da realidade.
Por isso, mais uma vez, sou levado pelos transportes públicos. Confesso que nem é desagradável. Bem pelo contrário, e talvez por ainda ser ao início, até gosto! (Espero não me arrepender do que acabei de escrever.)
O único senão neste percurso pendular, é sem dúvida os olhares matinais e nocturnos. Já reparam como as pessoas são quase todas "desalmadas", olhem para o vazio, parece tristeza. Não se vêem pessoas à oferecer sorrisos, ter aspecto de serem simpáticas. Não! Nos autocarros, todos fazem trombas, decidiram tirar o dia da tristeza, todos os dias. É pá, todos temos problemas, a quem tenha mais do que outros, mas devo ter um azar do carago, porque devo levar com os piores casos de problemáticos da cidade. Não  há ninguém de bem humorado neste autocarro? Sim, há! Eu mesmo :)
De vez em quando aparece uma pita com 22/24 anos, que deve andar na minha onda, porque ela também anda toda feliz da vida. Eu sei que não adianta nada ser ou parecer feliz, oferecer sorrisos as pessoas. Mas eu sinto-me bem assim! De certa forma tenho a impressão de dar o meu contributo às pessoas dando um pouco de ânimo. Apesar de talvez acharem piroso, ou pensarem que sou um maluco ferradinho. Talvez uns podem pensar que a minha felicidade matinal seja pura provocação, inconsciência ou sinónima de um bem estar social elegante que me permite sorrir em ambientes públicos!
Mas não, entrego-me, porque sou bem disposto, porque sou feliz e por acima de tudo sinto-me bem. Estar vivo é bom sinal? Pelo menos é o que me digo todos os dias...


Felicidrómetro: 7/10

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 09/04/08 00:51
Escrever um comentário ao texto: "Transportes.publicos"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: Tens tudo para ser feliz

Tens tudo para ser feliz

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons