class main AboutMe { exec(); }
Hoje decidi abrir um pequeno aparte, e dar a conhecer algumas formas e maneiras de como é que podemos conseguir convencer outras pessoas em ceder telemóveis incluindo a variável geográfica:

  • Porto: Eh colega, tens um cigarro? Eh fodasse, tens um telemóbel tótil moderno. Dá-me cá essa merda jáh ou parto-te ao meio!
  • Lisboa: Eh xaval, tens um cigarro? Fonix, tens um telemóvel buéda moderno man!Vá, não te vais armar em super homem, passa para cá a cena puto.
  • Na aula de francês no colégio Carolina Michaelis no Porto: "Pouriez-vous avoir l'aimable aisance de me faire par de votre telefone portable s'il vous plaît?" E não: "dá-me o telemóvel já!" .
Não querendo fazer notícia porque já todos sabem desta triste cena que aconteceu aqui no Porto (digo aqui, porque neste momento estou a escrever à partir do Porto) no Carolina Micaelis (fica perto da estação de metro com o mesmo nome). Só me apetece dizer: Mas que put* de Cena! Eu sei que estudar francês é algo que pode envolver alguma chatice, frustração e acima tudo revolta, mas é algo que, devido à obrigação por ter que passar acaba por ser utrapassavél. Isso, numa mente diria eu minimamente rebelde. Agora, ao que se assistiu é no mínimo assustador! Como é que os cachopos podem ter comportamentos que os levam a este tipos de agressões... I know, o mundo está cada vez mais violento, sex-oriented e estes putos cresceram com Kamehameha's ao pequeno almoço, Pamela Anderson ao almoço, e novelas super-cultas ao jantar. Acaba por ser natural tentar efectuar um Kamehameha numa professora, encher o soutien com algodão na esperança de dar nas vistas e claro ser super-mode-fashion-social-chic-choc-on-the-wave com muitos contactos no hi5 e msn; trocar SMS de borla com os teus amigos nem que seja nas aulas acaba por ser muito importante para eles... Para nós... Temos matéria para falar, comentar e condenar. Mas se fosse professor se calhar em vez de me preocupar com a avaliação dos professores (que por acaso, é algo que já se faz e taaaaaaaaaaaanto lado...) talvez estaria mais preocupado em como fazer com que isto deixasse de acontecer... Porque os médias, jornalistas, blog e cia podem dizer o que bem quiserem sobre isso e sobre a juventude rasca bla bla bla bla e mais bla's, mas no fundo no fundo (é desta que vou ser linchado), acabo por pensar que talvez a culpa também seja dos professores. Ok, ok, não se pode bater em crianças, mas existem tantas outras formas de criar relações de respeito, ambientes de trabalho, motivação... Eu sei que muitas destas abéculas não tem cura,  no entanto, vê-se nitidamente no vídeo que algo nos DOIS lados não estava bem...

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 22/03/08 03:07
Escrever um comentário ao texto: "dá-me.o.telemóvel"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: Paranoia em Panóias.

Paranoia em Panóias.

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons