class main AboutMe { exec(); }
A ASAE, ou autoridade de segurança Alimentar e Económica, é um órgão de fiscalização horizontal, que interage em 3 níveis de sectores:
  • Saúde Pública e Segurança Alimentar
  • Propriedade Industrial e Práticas Comerciais
  • Ambiente e Segurança

Ou seja, a ASAE, acaba por ter um domínio de actuação bastante alargado, para não dizer quase total. Não podemos esquecer, que a ASAE não é uma instituiçãozinha de nada, com alguns poderes. É uma força de segurança ao mesmo título que a PSP ou PJ (Apesar de não serem legalmente habilitados para tal). Eles podem investigar, procurar, deter, realizar contra-ordenações, encerrar um estabelecimento comercial; no entanto não podem mandar parar um carro (para este tipo de intervenções precisam da BT).
A ASAE, como já referi, tem laboratórios a trabalhar para eles, agentes, podem recrutar equipas de intervenção. No fundo, é a nossa entidade protectora dos empresários mauzinhos que nos querem envenenar com produtos fora de prazo, produtos contrafeitos, insalubridade, perigos para a nossa saúde... Resumindo, a ASAE é a nossa amiga! Então porquê esta imagem? Vê-se cada vez mais este tipos de exemplos:
  • Fecho de um restaurante por ter capas de estudante como decoração (atraí o pó),
  • Fecho de uma depuradora por faltar um azulejo (e já agora obrigam uma pintura nova),
  • Entradas “musculadas” em Pastelarias,
  • Detenções aparatosas,
  • Abusos de poder.
Não querendo entrar em outros exemplos, ainda mais discutíveis do que estes, a realidade da ASAE confronta-se hoje em dia com um levantamento popular, uma imagem de durões insensíveis, blogs com textos revoltantes, petições online, um presidente pouco social mostrando-se arrogante em debates (ex: ASAE vs ARESP).
É totalmente verdade que esta gente “trabalha para o povo”, mas o quê que acontece quando o próprio vira-se contra a instituição que supostamente o defende? Não querendo tomar partido de nenhuma das posições, considerando que ambas estão certas, creio que a ASAE toma conta do seu papel demasiado à risca num país ainda habituado ao Deixa-Andar, impondo por vezes medidas de segurança alimentar um pouco excêntricas. Já  faltou mais para proibirem a venda de Queijos por considerarem que como tem bactérias, podem ser prejudiciais a nossa saúde. Esta medida não me surpreenderia em nada, tendo em conta de cada vez mais vivemos num mundo amukinado (brevemente um texto sobre a Amukinização).
Voltando ao tema da ASAE, li recentemente que a ASAE estava a receber um treino militar de ex-agentes dos serviços secretos Portugueses (sim sim, nós também temos pessoas qualificadas para isso!) e com elementos do corpo de polícia de intervenção norte-americano os conhecidos SWAT (podem consultar algumas notícias do dia 12 de Janeiro, aqui, aqui e aqui, há mais mas como ninguém lê as referências, não adianta por mais :P). Isto leva-nos cada mais a acreditar numa transformação da ASAE numa força de intervenção especializada e altamente competente. Não acredito muito nesta transformação, cada macaco no seu galho e a ASAE não é policia nem deve pretender sê-la. É o que é, e deveria talvez melhorar a sua imagem com a população antes de preocupar-se com os ciganos das feiras ou com os vendedores de sardinha. E porque não criar comunicação, informação, explicar como fazer planos de HACCP, sensibilizar tanto os proprietários dos restaurantes como os consumidores. Não há melhor polícia do que os próprios clientes.
Tal como o livro de reclamação, que antigamente era visto como a derradeira ameaça, hoje em dia perdeu muito valor ao olhos dos prestadores de serviço. Todos sabemos que apenas poderão arranjar sarilhos com a ASAE caso ela receba reclamações relativas à segurança alimentar (e não sobre serviço, problemas relacionados com clientes etc...). Este declívio aconteceu devido ao uso abusivo desta prática de pedir o livrinho por tudo e por nada. Todos os abusos são perversos ou tornam perversos. E se ASAE continuar com abusos, tudo me leva a acreditar que o a sua imagem ficará definitivamente manchada.
Resta-me a acreditar que isso não irá acontecer, porque a ASAE é de facto uma excelente arma de defesa, para nós, os consumidores.


Blog - Pastel de Vouzela
Tag Cloud de notícias sobre ASAE
Petição contra às novas medidas de higiene alimentar da ASAE.

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 18/01/08 05:07
Escrever um comentário ao texto: "Asae.pt"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  ÚLTIMO MÊS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: Imagens do presente

Imagens do presente

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Página no Twitter.


creative commons