class main AboutMe { exec(); }
Recordo-me em pequeno, deveria ter uns 8/10 anos, quando nesta altura do natal, estava a olhar para o cu escuro da noite, o meu olhar dirigido s estrelas e o meu pensamento focado no pai natal (pois ... agora riem-se vontade),  pensava que mais uma vez iria-me trazer roupas, coisas completamente diferente do que queria, reflectia sobre a carta que lhe tinha escrito com a minha me e claro, o famoso telefonema que lhe tinha feito. E sobre qual era veracidade de tudo isto, o porqu dos meus colegas la na escola tinham o que pediam e eu no... Apesar de no ter a base dos "Mask", Lazer Tag , ou o He-man tinha sempre algo para compensar. O mais incrvel, que nunca fiquei chateado com o pai natal, porque sabia que fazia sempre do seu melhor, e que talvez para o ano, teria o que pedia... Hoje, dou graas aos meus pais. Nem sempre tive o quis, mas sempre tive "un petit quelque chose". E isso que importante, o facto de nos sentir envolvidos com algo, nem que seja com o Natal. O sentir-nos envolvidos faz-nos feliz. Felizmente para ns (desculpem a redundncia), o nosso envolvimento com a vida foi evoluindo e foi das melhor lies que tive: "saber dar valor ao que temos", "saber jogar com o baralho que temos" e outras expresses do mesmo estilo.

Ao longo da nossa vida, sinto que estamos envolvido com tudo e todos, crescemos com esse envolvimento medida que o tempo passa e progressivamente vamos desfazendo-nos desta ligao. Qualquer criao fruto de um envolvimento, seja ele de que natureza for, que quebrado com o tempo ou com a morte...

Recordo-me em pequeno, deveria ter uns 8/10 anos, quando nesta altura do natal, estava a olhar para o cu escuro da noite, o meu olhar dirigido s estrelas e o meu pensamento focado na minha futura mulher (pois... agora a minha vez de rir :P). De facto tinha pensamentos bastante estranhos em pequeno... No entanto, esta reincidncia no tem por objectivo ser caricata ou humorista, mas sim retrata a verdade da minha condio mental naquela noite.
Voltando ao assunto, pensava naquela noite, em que lugar do mundo poderia estar a minha futura mulher a passar o natal (at me recordo relativizar o seu nascimento) a pessoa com a qual irei casar (isto j parece uma msica do Toy), ter muitos filhos, uma casa e todas as opes cumulativas resultantes deste envolvimento... Hoje felizmente j no penso nisso, no entanto penso no(s) porqu(s) do rompimento destes envolvimentos. E penso....

Tal como referir pouco, acabamos sempre por nos desfazer do que temos, nem que seja a morte a terminar algo, ou algo a terminar com a morte, ou no? Os meus dois pares de avs festejaram as bodas de ouro (50 anos...) Ser que no amor, o envolvimento pode ser eterno? Ser um amor eterno? Ser que aps a morte continuemos ligados outra pessoa? Se calhar... Ser que se duas metades da mesma cor e tamanho se juntarem conseguem fundir-se? Desta dvida, nasce uma certeza: "No vale a pena tentar manter duas metades de cores e tamanhos diferentes ".

O envolvimento amoroso, comporta-se idilicamente em relao s minhas prendas de natal de quando era menino. No entanto, tem um padro muito semelhante no sentido que acabamos por nunca ter com aquilo que sonhamos. E se calhar, essa a chave para continuar em ter esperana e saber, talvez no futuro poder dar valor ao que temos... E como se trata de envolvimento amoroso, pode ser que, com sorte, tal como os meus avs, possa ser uma ligao duradoura com mais de 50 anos e perdurarem at a morte.... E bem alm desta ltima...?






Crdito fotogŕafico:  The Mosh Pit Model's @
Flickr

Sem comentário, seja o primeiro! | Publicado por Ruben Alves @ 19/12/07 04:35
Escrever um comentário ao texto: "envolvimento.pessoal"
Nome*:
E-mail*:
Página web
(não obrigatório):
"Quanto dá dez mais Catorze"
(Resposta: 20,22 ou 24?)*:
Mensagem*:


  LTIMO MS: Agosto 2011

  Sobre.Pessoas.pt (21/08/11)
  Pensamento.dia.em.pleno.Agosto.pt (18/08/11)
  E foi assim que... (18/08/11)
  Julho.em.Imagens.2011 (18/08/11)

  TEXTOS EM ALTA!

  iPhone5 - my predictions.com (07/03/11)
  parvo.que.sou.pt (22/02/11)
  2G,3G,4G e agora 5G! (08/02/11)
  Novo.Projecto:Pedra-alta.com (01/02/11)
  website.updates-status-v1.pt (30/01/11)



FOTOGRAFIA ALEATÓRIA: Agricultor Cubano

Agricultor Cubano

Ruben... Quem sou? Nascido em Novembro de 1980, Sagitáriano puro e duro com ascendente Aquário. Sou canhoto, adoro arte, computadores, fotografia, redes, programação, design, música. Odeio futebol, bacalhau e injustiça.

Neste momento sou um Jovem de 30 anos, curioso pela vida, curioso por tudo o que mexe, tudo que respira, que faça ruídos. Encanto-me facilmente com uma gota de água a bater no vidro mas não fico impressionado com um Ferrari. Gosto das coisas simples da vida, um olhar, um sorriso, um simples gesto. Adoro amar, como gosto de ser amado. Não troco o meu leitor DVD por uma PlayStation, no entanto trocaria um filme por uma bela fotografia.

Não sou complexo, apenas perplexo... tudo depende do ponto de vista.

[...] Farto de escrever... | pausa II

~~~


No meio de tudo isto, tenho este lugar cibernético. Um recanto pontualmente actualizado, apontado como um blog, mantenho a minha ideia que antes de ter esta pretensão, considero que é antes de mais nada um simples sítio web onde escrevo, descrevo, apresento, coloco perguntas, dúvidas e afirmações. Com os textos, coabitem vários espaços representativos do meu Espaço.

Talvez seja o lugar mais sensato para me conhecer... Ou pelo menos, iniciar-se nesta longa viagem que é o meu Ser...
[...] Farto de escrever..| stop .

Correio.electrónico:
mail AT ruben-alves PONTO com

Telefone:
919.181.***

A minha Pgina no Twitter.


creative commons